Memórias dum velho

O SECOND LIFE É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS.
ONTEM A HISTÓRIA ANDOU POR AQUI,PARTILHO UM POUCO DE UMA NOITE MEMORÁVEL.
OBRIGADO NICOLA.

OBRIGADO  MUITO ESPECIAL Á LEONOR, AO JOAOLUIS E A ANA PELA FORMA COMO NOS ACOLHERAM NA SUA CASA.

HOJE ESTAREMOS NO 100LIMITE

[15:13] Nicola Zerbino: querem mmais algumas memórias de um velho?

[15:13] Mestre Aszkenaze: sai um cafezinho?

[15:13] Tpglourenco Forcella: forçaaaaaa

[15:13] Nicola Zerbino: fui ajudante do Salgueiro Maia na Guiné

[15:13] Nicola Zerbino: adjunto

[15:13] Nicola Zerbino: ele era o comandante de companhia

[15:13] poulana Tokyoska: A sério Nicola?

[15:13] Nicola Zerbino: um homem temerário e um pouco louco

[15:13] Nicola Zerbino: sim

[15:13] Nicola Zerbino: 4 meses

[15:14] Nicola Zerbino: era o estágio pra depois ser capitão

[15:14] poulana Tokyoska: Só podia…..para fazer o que fez

[15:14] Nicola Zerbino: de aviário

[15:14] Nicola Zerbino: capitães de aviário eram os graudados como eu

[15:14] Nicola Zerbino: de soldado raso a cpaitão num ano

[15:14] Nicola Zerbino: mas o Salgueiro Maia não só foi muito corajoso

[15:15] Nicola Zerbino: como se portou com muita dignidade depois

[15:15] Mestre Aszkenaze: houveram mtas oportunidades de ser corrupto naquela altura

[15:15] Nicola Zerbino: quando a revolução começou a devorar os seus próprios pais

[15:15] Mestre Aszkenaze: exactamente

[15:15] Nicola Zerbino: quanto a Angola

[15:15] poulana Tokyoska: Foste tu que pintaste mestre, desculpa…

[15:15] Nicola Zerbino: o meu comandante de batalhão chegou ao meu quartel e disse

[15:15] Mestre Aszkenaze: o que pintei?

[15:15] Mestre Aszkenaze: lol

[15:16] poulana Tokyoska: no ar….

[15:16] Nicola Zerbino: oh homem é preciso fazer agora aqui uns plenários

[15:16] Marina Xi:🙂

[15:16] Nicola Zerbino: porque nós agora estamos em democracia

[15:16] Tpglourenco Forcella: ;))

[15:16] poulana Tokyoska: onde arranjaste esse lápis???

[15:16] Nicola Zerbino: o idiota dest tenente-coronel sabia lá o que era democracia

[15:16] Nicola Zerbino: e eu fiz

[15:17] Nicola Zerbino: com a ajuda de um médico do batalhão

[15:17] Nicola Zerbino: que era do MES

[15:17] Lysa Schnyder is Online

[15:17] Nicola Zerbino: Movimento da Esquerda Revolcionária

[15:17] Tpglourenco Forcella: SIM

[15:17] poulana Tokyoska: O dos intelectuais….

[15:17] Nicola Zerbino: lá lhe s tentamos explicar o que sabiamos da revolução

[15:17] Nicola Zerbino: à distância

[15:18] Nicola Zerbino: mas sabem o que é que os meus soldados só queriam saber?

[15:18] Tpglourenco Forcella: conta

[15:18] Nicola Zerbino: “Ó meu capitão, quando é que nos vamos pro puto”

[15:18] Nicola Zerbino: pra metrópole

[15:18] Tpglourenco Forcella: sim

[15:18] Tpglourenco Forcella: sair

[15:19] Tpglourenco Forcella: regressar*

[15:19] Nicola Zerbino: foi por isso que a guerra colonial acabou como acabou

[15:19] Nicola Zerbino: porque nunca deveria ter começado

[15:19] Nicola Zerbino: se não fosse a teimosia obscurantista do velho

[15:19] Nicola Zerbino: do Salazar

[15:19] poulana Tokyoska: mas o velho não podia viver sem as colónias

[15:19] Nicola Zerbino: e disse…

[15:20] Nicola Zerbino: bem, essa é otra questão

[15:20] Nicola Zerbino: outra

[15:20] Nicola Zerbino: tinhamos um “império”

[15:20] Zinck2 Runo is Offline

[15:20] Mestre Aszkenaze: naquela altura tinham um sotaque esquesito

[15:20] poulana Tokyoska: era uma vez um país…

[15:20] Nicola Zerbino: mas eramos uns pelintras

[15:20] Gipsi Karas: mas nós tugas comuns tb lucramos com as colónias

[15:20] Nicola Zerbino: agora não temos império

[15:20] Nicola Zerbino: mas somos menos pelintras

[15:21] Tpglourenco Forcella: nicola

[15:21] poulana Tokyoska: isso não sei…..

[15:21] Tpglourenco Forcella: um abraço nada virtual..

6 Responses to “Memórias dum velho”

  1. Fokas Says:

    Foi bonita a festa pá! Fiquei contente!
    É pena que 34 anos passados os portugueses de hoje sejam uns idiotas, comentava esse meu amigo brasileiro: Fecham hospitais e escolas que são necessárias, constroem casas e centros comerciais que vão ficar vazios. Fazem estradas ao lado umas das outras e não se preocupam com as pessoas…
    Se comemorar o 25 de Abril com as suas promessas eternamente por cumprir ainda serve para alguma coisa, isso não sei. Mas sentido ainda faz, provavelmente porque nos devolveu uma vez por todas a palavra perdida e silenciada. Foi feito por homems sem medo que acreditaram que era possível abrir a janela e voar. Esse espectáculo, essa facilidade quase irresponsável, poupou-nos à “ressaca” imperial e de celebrar o inútil requiem de um regime moribundo e de uma vida sempre adiada. Até porque o 25 de Abril pode acontecer amanhã outra vez!

  2. Fokas Says:

    A censura não me deixa postar!

  3. Fokas Says:

    Este bloge agora tem censura?

  4. Afro Says:

    Obrigado pelo comentário Fokas.😀
    Quanto ao blog….não não tem, tem um antispam do wordpress que até agora funcionou bem… apesar de não perceber o que aconteceu, se calhar o antispam não gostou de ti e pensou que fosses spammer🙂
    Se continuares com probs nos comments avisa🙂..apesar de não saber muito bem o que possa estar mal.
    Vamos dar com a revolução em cima do WordPress?

  5. Memórias do 25 de Abril… no Second Life « Tagus Friends Weblog Says:

    […] também acompanhar neste blog, aqui, aqui, aqui, aqui (e aqui)  a concretização deste projecto. Que a nível pessoal, marcou a viragem da […]


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: