Engate com Pedrinhas de Gelo

Muito se tem discutido sobre relações em SL, mas enquanto Bartender tenho conseguido escapar-me de fininho, apesar do volume que me é característico. Não que não tenha tido um percurso atribulado, mas a verdade é que, por entre casamentos à Hollywood, uns Calções Belgas que se desfizeram e um eterno noivado a três, o meu coração virtual tem-se mantido intacto.  Eis que, de repente, no início da semana sou acometida por uma vontade súbita de, pela primeira vez em SL, engatar um Avatar.

Foi numa suave tarde de fim de Inverno, em que o Sol na RL se intrometia na SL, escorrendo pelas teclas para dentro do PC. Tinha estado em casa, sossegada, a organizar o inventário, rindo-me sozinha frente ao espelho das figuras que se fazem em stilettos vermelhos, sem roupa interior e vestindo apenas um xaile com emissão de partículas, a contrastar com o cabelo rosa-algodão-doce. De repente, via chat do Tagus, chega um convite para dançar de um perfeito desconhecido. Apesar de tudo o que escrevi sobre boleias em SL, a verdade é que não resisto a um convite de dança. Vesti-me rapidamente com a primeira roupa que encontrei no inventário, cabelo apanhado e lá vou eu. A coisa não correu lá muito bem. O rapazinho era ainda muito novo e não havia grande química entre nós. Nem chegámos a dançar.

Valeu-me o apoio das amigas e eis que me encontro, uma hora depois, sentada calmamente na esplanada de um clube de jazz, muito bem acompanhada por duas Mafaldas, a beber uma caipirinha fresca, servida por mim. É então que reparo no homem que fez tremer o monitor (ou então entrou-me uma coisa para o olho). Loiro, bem parecido, de óculos, estava do outro lado do balcão, concentradíssimo no seu papel de Bartender.
barman_001.jpg
Foi amor à primeira vista. Rapidamente me apercebo de que se trata do dono do clube (isto de se ter etiquetas tem a sua utilidade) e sinto que é a união perfeita, tanto física como financeiramente. Pela primeira vez, desde o meu rezzday, disponho-me a enfeitar-me com o objectivo específico de chamar a atenção de um homem. Num instante solto o cabelo, retoco a maquilhagem e estico o decote até ap umbigo. Teria inclusivamente perdido uns quilos não fora ter sido desaconselhada de o fazer pela minha eterna noiva.

Pronta para a luta, dedico-me a atrair a atenção de alguém que tem Busy e Away escrito na testa. Não tendo sido tarefa fácil, também não se revelou impossível e, ao fim de algum tempo, trocávamos simpáticos trocadilhos sobre esponjas de limpar balcões e o sabor perigoso das caipirinhas. Quando tudo corria pelo melhor a RL intrometeu-se e sou forçada a deixá-lo no melhor da festa.

Regresso passadas umas horas. As minhas companheiras asseguram-me que ele saiu pouco depois de mim e há uma mensagem dele a agradecer-me por ter visitado o seu clube. O coração bate apressado e a Primavera parece ter chegado mais cedo. Respondo-lhe entusiasmada e a conversa rapidamente se converte num convite para visitar Laguna.

É então que o meu coração de Bartender se converte subitamente numa pedra de gelo e é ruidosamente picado pela seguinte frase: ” Neste momento não posso, mas passo por aí ainda hoje com a MINHA MULHER e o meu irmão.” Uma rápida olhadela no perfil confirma os meus piores receios. O meu príncipe encantado é casado. Todos os meus sonhos de amor, bolinhas e o meu próprio bar caem por terra enquanto envio um sorriso para a janela do IM que fecho a seguir.

Contemplo o mar calmo de Laguna enquanto preparo um copo com açúcar, tequilla e sumo de lima. Do peito arranco o coração esmagado e afogo-o em álcool. É por isso que, nos dias que correm, quem passa por Laguna é imediatamente recebido com um belo copo de caipirinha, bem gelada e com um leve travo a desgosto de amor.

Posted in SL. 8 Comments »

8 Responses to “Engate com Pedrinhas de Gelo”

  1. Blue(Angel) Says:

    Realmente os gajos não têm sensibilidade nenhuma. Uma notícia dessas não se dá assim certo? Tem que ser com cuidado que uma rapariga cria expectativas. Que insensível, mana!!! Não te servia de qualquer maneira, que gajo que é gajo tem de ter alguma sensibilidade🙂 E já agora quando eu voltar a Laguna, podes oferecer-me antes uma caipiroska? Obrigada!!!

  2. pedroferreira Says:

    Elora dont give up! epá pertendentes não te faltam pelo bar de laguna aqueles cowboys por lá decerteza te fazem o pisca pisca😉

  3. ElectroescadaS Says:

    Suas malucas…

  4. Afro Says:

    “E se elas querem um abraço ou um beijinho…”

  5. ElectroescadaS Says:

    Nós pimba, nós pimba…😉

    Quer se queira ou não a musica popular portuguesa – vulgarmente conhecida por pimba – está entranhada nos nossos corações…

  6. Fokas Says:

    Ainda bem que existem tags neste blog!
    É bem voltar a recordar posts sobre música portuguesa!
    E felizmente…meses depois… poder ouvir hoje uns putos que são sangue do teu sangue!
    E não destines Kota do Caneco! Estaremos todos lá na boa!

  7. ElectroescadaS Says:

    🙂


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: