Episódio 13 – O Resgate

 Lisboa, 19:45, base aérea de Figo Maduro.

O Audi A6 pára em frente ao helicóptero. De dentro sai um homem vestido de negro com óculos escuros.

Dirige-se aos militares que o aguardavam à porta da aeronave saudando-os com uma continência.

“Bom dia meu comandante.” Saudou-o um dos militares

“Os outros dois agrupamentos já estão dentro dos respectivos helicópteros prontos para seguir à sua ordem.” Prosseguiu o militar.

“Muito bem… Vamos.”

O homem de negro entra na aeronave sendo seguido de imediato pelos soldados que o tinham recebido.

A porta fecha-se e o aparelho levanta voo, seguido de imediato de outros dois helicópteros.

O homem de negro era nem mais nem menos que o comandante Francisco, mais conhecido pela sua alcunha de Comandante After Lab.

Francisco era o director da policia secreta militar, havia sido chamado de urgência à presença do Primeiro Ministro Mendes em pessoa.

As ordens que Mendes lhe transmitira eram claras. Acabar com o carnaval em que se tinha transformado a operação de extermínio da célula da SIM.

Mendes havia-lhe transmitido que um heli se havia despenhado na albufeira de Castelo de Bode. A bordo encontrava-se a ministra do interior, uma brigada da secreta e um prisioneiro. Desconheciam-se as causas que levaram à queda do aparelho.

“Atendendo ao delicado da situação, Francisco, não posso deixar este assunto entregue aos militares de Tancos. Tens de fazer uma operação de limpeza completa do local do acidente.” Disse Mendes a Francisco.

Francisco, militar de carreira, havia servido nos comandos, tendo ficado célebre a sua missão de destruição de importantes instalações militares dos rebeldes guineenses na vizinha Guiné Conacry, durante a guerra colonial.

Finda a guerra, é convidado pela KGB para ingressar nos seus quadros como espião para a Europa ocidental. Viria a receber treino especializado mas acabaria por fugir da então URSS, por divergências em relação ao regime comunista.

Refugia-se em Portugal em local secreto. Com a queda do muro de Berlim, Francisco vê sair-lhe de cima dos ombros um peso enorme. Podia agora circular livremente sem temer ser liquidado pela KGB.

É convidado pelo então primeiro ministro para reformular a desacreditada secreta portuguesa. Tarefa que Francisco executa com elevada eficiência, colocando a secreta portuguesa ao nível das sua melhores congéneres, Mossad, CIA, etc…

Era pois a este homem com uma vontade de ferro e uma sabedoria em tácticas de contra-espionagem acima da média, que Mendes havia pedido para acabar com a operação iniciada por Lourenço.

Entretanto, na ilha, no meio da albufeira de Castelo de Bode, Pedro e os restantes sobreviventes tentam arranjar maneira de saírem daquele local o mais rápido possível.

As equipas de salvamento ainda não haviam chegado, mas nas margens viam-se movimentações de soldados, certamente não passaria muito tempo até que eles fossem encontrados. Havia que fazer qualquer coisa e rápido.

A noite começava a cair, a oportunidade de escaparem sem serem descobertos estava a aproximar-se. Esconderam-se no interior da ilha, entre os arbustos e o arvoredo, aguardando pelo momento certo.

No entanto faltava um pequeno pormenor. Como iam eles sair dali? As margens ainda ficavam distantes da ilha. Distantes de mais para quem tinha acabado de lutar pela vida.

Estava Pedro perdido nestes pensamentos quando Othelo se aproxima com um sorriso de orelha a orelha.

“Já sei como vamos sair daqui.” Disse com visível satizfação.

“Então… que descobriste tu? Algum barco de pescador que tenha vindo para a ilha pescar?”

“Nem mais… Está ali à nossa espera, do outro lado da ilha. Venham…”

“Mas e o pescador? Já tratas-te dele?” Indagou Mary.

“Não se preocupem, esse já serve de comer aos peixinhos. Hoje é dia da caça…”

“Othelo!!!” Exclama Mary indignada.

“Sim, que querias? Deixar testemunhas para contar aos do governo que afinal havia sobreviventes e que entre eles estava a ministra e uns fulanos com sotaque madeirense? Era isso que querias?”

“Não, huh… Não era isso, mas também matar. Podias só o pôr a dormir, não é?”

“Deixa-te de mariquices e entra no barco.”

Já era noite cerrada quando começaram a viagem. Era noite de lua nova, a escuridão era total. Ao longe apenas se viam pequenos focos de luz, ora em movimento, ora parados, certamente seriam as tropas a efectuarem buscas nas margens.

Estavam quase a atingir a margem quando ouvem o ruído de helicópteros a aproximar-se. De repente são surpreendidos pelos focos de luz que perscrutavam as águas como naves alienígenas, à procura de sinais de vida.

Remam agora com mais rapidez e em força. A margem já está quase ao seu alcance.

São atingidos por um dos focos de luz. Foram descobertos. De repente outro e mais outro foco de luz incidem sobre a pequena embarcação. O ruído das pás dos aparelhos é ensurdecedor,

Remam agora como se não existisse amanhã, os remos parecem ter um movimento rotativo contínuo, como hélices, tal é o frenesim com que são manipulados.

Crack, crack, crack, crack…

As balas passam rente às suas cabeças zumbindo umas atrás das outras.

Lançam-se à água, é a sua única salvação. Debaixo de água continuam a sentir os disparos vindos de cima. As balas penetram na água logo perdendo a força. Vão nadando debaixo da superfície afastando-se das luzes e das balas.

Chegam finalmente a terra. Esgotados ainda conseguem um ultimo fôlego para correr para o abrigo das árvores. Pedro, Mary e Othelo…

“A ministra? Perdi a Afrodite…” Grita Pedro.

“Anda, deixa-a para lá, não podemos perder mais tempo, eles estão mesmo em cima de nós.”

(continua)

Posted in SL. 4 Comments »

4 Responses to “Episódio 13 – O Resgate”

  1. pedroferreira Says:

    Deusa afrodite é ministra e perdida hummm tal e qual como na rl os ministros andam sempre perdidos com as borradas que fazem eheheheheh.

  2. twinmos Says:

    Mas que grande telenovela

  3. Elora Says:

    Epá, não nos mates a Deusa!

  4. ElectroescadaS Says:

    Muitos episódios do Esquadrão Classe A da nisto…


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: