Despedida

Gracas ao tabloidico artigo revelando a decadencia das manas Lungu, foi feita uma pausa na cascata de textos, que eu nao queria interromper.

Obrigado manas!
Tendes o meu apoio para esse tratamento de beleza lucrativo.
Eu bem me cheirava que as gorjas no bar nao compravam uma casa daquelas…

Entao, e com autorizacao da deusa, ca vai…

O meu simpatico pc, andava a dar uns sinais de grrande lentidao.
Veio um dia e vi aquele tenebroso ecran azul.
Opa!
A coisa estava bera!
Na manha seguinte, estando eu a preparar-me para sacar tudo da memoria…
Pimba!
Nada de ir alem de ligar.
Nao detectava o Sistema Operativo.
Porreiro…
E eu com o relatorio e a proposta de tese para entregar…

Esse dia e os dias seguintes foram um pesadelo pois tinha de usar o que possuia fora do disco rigido para tentar fazer o melhor possivel.
Nao seria a mesma coisa mas pronto…
Daria para o gasto…

Depois de ter entregue, era esperar pelo resultado e ir tratar do comite central…
Os tipos da universidade disseram que o disco rigido estava morto, e nao conseguiriam sacar o que la estava com as aplicacoes de que dispunham.
So havia uma empresa no Reino que eles recomendavam para o fazer!
E seria caro.
Fiquei triste por causa do que la esta…
Fotos da RL, muito preciosas para mim, e material, que fui recolhendo ao longo de 3 anos, para uns projectos de escrita que eu tinha…
E o que acontece, a quem nao sabia que os discos rigidos tambem avariam, ou nao sabe gravar coisas em CD’s – o Windows Explorer nao o faz portanto…
Eu sei que devo ter copias de seguranca, mas tambem tive problemas nessa area…
Foi tudo a ajudar…

Os computadores dao muito jeito mas ser obrigado a perceber disto?
Opa…
Se eu quisesse ser eng. Informatico, tinha tirado o curso!
Ate tinha media alta para entrar no Tecnico!
Mas nao tenho jeito para estas maquinetas…

La recebi os resultados das avaliacoes, do relatorio e da proposta, e safei-me!
Menos mal.

Quanto ao computador…
Pensei em comprar um disco e guardar o outro.
Ate que me lembrei dos problemas da luz do monitor.
Com isto tudo ate me tinha esquecido desta questao.
Realmente, com os problemas que ele ja tinha, nao vale a pena gastar dinheiro com um disco rigido novo.
Comprarei um novo computador em Portugal, quando puder.
Por agora, usarei os da universidade.

E esta lenga-lenga toda foi para que?
Foi para perceberdes porque desapareci da SL…
E porque nao poderei voltar tao cedo.
Se e que voltarei.
Isso ja dependera do tipo de vida que terei em Portugal…
E nao sendo bruxo, nao a sei…

Tenho muita pena de nao puder estar na SL.
De nao ver, por exemplo, a exposicao da Marga e do M2…
E tantas outras coisas.
Mas, sobretudo, de nao puder estar convosco.

Portanto, caros amigos, amigas, e nao so, aqui me despeco de vos.
Desejo boa sorte para os vossos projectos.
Ate um dia…
Se Deus quiser…

21 Responses to “Despedida”

  1. catarina campos Says:

    Boas. Lamento a falha do disco mas espero que não o tenha deitado fora. Há uma forma de o recuperar e que não custa fortuna nenhuma. Vou copiar para aqui as instruções que postei há uns anos num forum. Espero que o programa ainda funcione, mas veja no google.

    “Programa: GetDataBack. É preciso primeiro formatar o disco e voltar a instalar o
    windows. Depois correr o programa e é preciso outro disco porque o programa
    não recupera os ficheiros para dentro do disco que está a recuperar. Já aqui
    expliquei noutro post: quando o corri não só encontrei os ficheiros que
    tinha perdido, como o conteúdo do disco anterior a outras formatações:
    dentro do disco estavam 3 discos…enfim, após isto, o meu conselho é nunca
    vender discos usados…”

  2. catarina campos Says:

    Aqui vai o link para as instruções da recuperação:

    http://www.runtime.org/gdb.htm

  3. tp Says:

    GAJO, A MALTA VAI AJUDAR NÃO SEI COMO AINDA NEM QUANDO MAS VAMOS AJUDAR, CARAÇAS NINGUÉM FICA PARA TRAZ.

  4. Summer Wardhani Says:

    Caríssimo, ainda tens o meu contacto, pois sim ? Então faz o favor de me mandares o teu mail. Chuta pra cá, fisicamente, esse tal disco, que a malta trata de lhe recuperar o conteúdo.

    Bxinhus – não, não penses que te vamos deixar ir embora assim sem mais ! :PPP

  5. Nuno Knoller Says:

    Boas Portugal D

    Com certeza que vais organizar o teu tempo e vida para continuares no SL.

    Escrevo mais para falar sobre a recuperação de dados do disco.
    Não sei qual é o tipo de avaria, se o disco é detectado pela bios ou não… se não for é bem pior. Infelizmente recuperação de discos é sempre difícil.

    A Catarina Campos sugere um bom programa para recuperação, mas não, não, não (e não) formates esse disco, porque quanto mais lhe mexeres pior, mais dados se vão perder. O formatar habitual não apaga definitivamente os dados, mas vais destruir alguns, e instalar o windows (ou qualquer outra coisa) também.

    Ligas o disco a um pc que já tenha o windows instalado e corres o tal programa de recuperação a partir daí. Podes também experimentar o File Recovery da Ontrack..

    Não sou um pessimista, mas não fiques com muitas esperanças quanto ao disco. Perdem-se os trabalhos, ideias, rascunhos. É mau. Porém quanto ao SL nada se perde. Ou, vais-me dizer que alguma vez te vais esquecer dos banhos de lama da Blue e da Edora?
    Não desanimes.

  6. ElectroescadaS Says:

    Menina Catarina, com esse programa (porque também o uso) até pode recuperar informação em discos sem partições como aconteceu com um que o tive dum amigo meu, pelo menos até 80% de informação recupera-se…

    Amigo Portugal tenho imensa pena de te ter acontecido isso mas é daquelas coisas a que nunca estamos imunes (será que o SL ajuda a pifar os discos???)…

    Tudo de bom para ti e tenta ao menos dar o ar da tua graça no Blog do Tagus…😎

  7. Magic Says:

    Bem, como isto trata de computadores, eu tinha de dar a minha opinião, diz que eu sou uma espécie de entendido, ou lá o que é. Há um programa fantástico, chamado HDD Regenerator (http://www.dposoft.net/) que até hoje nunca me falhou. Esta maravilha inverte a polaridade dos sectores danificados e consegue transformar um disco morto num disco funcional sem danificar dados. É verdade que demora uma eternidade a funcionar (já chegou a demorar-me 48 horas num disco de 80 GB) e que, às vezes, são necessárias duas passagens do programa quando o disco está mesmo em más condições, mas isto recupera dados como nada que eu vi até hoje. Descobri esta maravilha quando uma vez me pediram algo como 4 mil euros para recuperar um disco – diziam que era preciso o mais avançado cirurgião cardíaco para salvar a alminha do disco, separando-o em componentes num ambiente semelhante ao do Space Shuttle, vejam lá🙂

    Ah, é verdade, contrariamente ao que diz o senhor que faz o programa, os discos recuperados não devem ser novamente utilizados num ambiente de produção. Recupera-se o disco, tira-se de lá os dados para um disco novo e pimba, disco pró lixo.

  8. Blue(Angel) Says:

    Tanta ajuda, miúdo!!! Ainda voltas ao SL mais depressa do que aquilo que pensas. De qualquer forma, e sim sou a tua voz da consciência, só podes voltar com conta, peso e medida: não te esqueças que há uma tese para terminar e eu tenho as minhas esperanças depositadas em ti!!!🙂

  9. M2life Says:

    Como diz a Blue, o mais importante é o trabalho RL que tens em mãos. De qualquer forma, não julgues que nos vais privar da tua companhia só por causa de um disco rígido!🙂

    Quanto a programas de recuperação, eu já tinha ouvido falar muito bem do programa referido pelo Magic. Tendo o disco dados importantes como referes, os cerca de 60 USD$ do programa podem bem valer a pena. Boa sorte!

  10. catarina campos Says:

    Boa! Já ficamos todos a saber mais coisas sobre a recuperação de discos. Acredito perfeitamente que seja como digam, sem recorrer ao format e etc. Eu consegui recuperar praticamente tudo de qualquer forma(há uns valentes anos). Esse programa do Magic é muito bom saber.

  11. Afro Says:

    Portugal,

    se a tua Despedida era uma tentativa de te livrares de nós….pois já viste que estás completamente enganado.

    Aliás…as tuas próprias palavras o demonstram que não o queres… “Ate um dia… Se Deus quiser…”

    Pois então o que é que achas???? O que não faltam no grupo são Deuses (e Deusas) que não só o querem como o exigem.🙂

    Claro que tens razão quanto ao PC… em vez de gastar £ aí, é preferível gastar € aqui num PC ou upgrade decente ao teu PC que te permita instalar o SL. E claro que esperamos por ti, e claro que adoramos se continuares a “marcar presença” nos nossos corações aqui nos blogs. E quem sabe, se voltares a Portugal nem que seja para férias, faço questão de convocar nova assembleia geral🙂

    Quanto ao disco para recuperar as tuas memórias… pois sei o que custa perder gigas de memórias. Perdi um dia todas as fotos que tinha num disco… numa formação “não autorizada” (e não planeada claro). Também tentei recuperar com o técnico lá de casa, com o técnico cá do work… fez-se o que se pôde, lá se recuperou qq coisa mas não tinha recuperado a parte mais “querida”.
    E não imaginas a minha alegria quando a semana passada, encontrei uns CDs com as fotos de férias que imaginava perdidas para sempre.
    (Nota:será que ainda tenho o disco para experimentar a técnica do Magic??)
    Isto tudo para dizer…

    Pois já viste que tens ai montanhas de pessoal a ajudar e dar sugestões. Guarda esse disco bem guardinho (ou como a Summer disse, até podes chutar para cá) que decerto temos técnicos bem mais interessados em te ajudar do que esses teus técnicos do Reino.

    Trata lá de acabar a tese e o mestrado… que aguardamos todos (e falo por mim) o teu retorno a terras lusas e ao SL.

  12. pedroferreira Says:

    Volta em breve Portugal precisamos de ti nas festarolas do Tagus😉 um abraço.

  13. ElectroescadaS Says:

    Acho que já “comprei” esse programa na loja do costume😉

  14. Russo Says:

    Portugal, cá te esperamos😉
    Em relação à recuperação de discos, só uma pequena nota, os softwares acima referidos, são para “recuperação lógica” do disco o que implica que o disco seja reconhecido no arranque do pc, e e que seja reconhecido dentro do windows (com atribuição de drive).
    No caso de do disco não ser recomhecido no arranque ou no windows (partindo do principio que está bem ligado a nivel de hardware), então temos um problema fisico (o mais normal, é a controladora avariar) aí os tais softwares já não conseguem resolver.

  15. Afro Says:

    Só uma questão, suscitada pelo comentário do Russo: se não estivermos a tentar recuperar o disco usando o PC com o disco estragado (por não arrancar o SO), mas sim um outro PC e este disco como slave, podemos usar os softwares?

  16. Russo Says:

    sim desde que o disco seja reconhecido

  17. Magic Says:

    Russo, o software que eu indiquei funciona independentemente do disco ser reconhecido pelo BIOS do computador ou pelo sistema operativo. O software em questão não é instalado no disco avariado. Para utilizar o HDD Regenerator, é necessário um PC funcional, no qual é instalado o programa e ao qual o disco avariado é ligado. O software cria uma disquete de arranque. Em seguida, o PC é reiniciado e passamos a trabalhar com o interface do programa, que reconhece o disco desde que ele seja capaz de receber corrente da motherboard. Como exemplo, no caso do disco do PC da Mafalda que avariou, ele nem sequer era reconhecido pelo BIOS do computador, quanto mais pelo sistema operativo. Eu instalei-lhe outro disco no PC e, em seguida, criei a tal disquete, liguei o disco avariado ao PC e depois lá usei a disquetezita que reconheceu imediatamente os dois discos (o funcional e o avariado). Depois foi só mesmo ter paciência para deixar a coisa a trabalhar durante 2 dias (primeira execução) e depois mais cerca de 1 dia e meio. Optei por fazer a segunda passagem porque o disco ainda estava meio esquisito depois da primeira passagem – ao final da segunda, foi possível recuperar todos os dados necessários.

    Se o problema for do controlador do disco, então o problema está ao nível do PC e não do disco. Para despistar o problema, é sempre possível ligá-lo a outro PC para ver se o sistema operativo lhe pega. Se for este o problema, também é possível contornar o problema, comprando e instalando um controlador novo.

    (ufa, fartei-me de escrever…)

  18. ElectroescadaS Says:

    Não se esqueçam que os discos têm a dita controladora que já foi aqui referida (o circuito impresso por baixo do disco) mas se por exemplo essa parte estiver marada, se tiveres a sorte de teres um disco idêntico mudas a controladora que em principio o disco funciona (informação dada por um técnico da Pararede que faz a manutenção do parque informático daqui do emprego)…😉

  19. Russo Says:

    Magic, nao sabia que o HDD regenerator permitia isso, muito bom.
    A controladora que estava a referir-me é a controladora fisica imbutida no disco, não me estava a referir à controladora da motherboard, e como electro disse muito bem, quando o problema é a nivel da controladora imbutida no disco, o processo normal é arranjar um disco igual e trocar a controladora.

  20. Portugal Decosta Says:

    Caros amigos e amigas,
    fiquei deveras sensibilizado com esta avalanche de conhecimentos tecnicos em meu auxilio, alem das manifestacoes de carinho…
    :’)
    Eu a tentar safar-me da SL e pimba, levo com um curso intensivo de recuperacao de dados de discos marados!
    Bem, mesmo que eu nao consiga fazer seja o que for, ao menos esta aqui um sitio onde os aflitos podem ler o atendimento das suas preces!
    Ja foi util!

    Como o Nuno referiu logo no inicio, a BIOS – que eu na altura nem sabia o que era – nao reconheceu o disco, era como senao existisse.
    Este meu diagnostico preliminar foi confirmado mais 2 vezes, por pessoal ligado aos servicos de informatica da Universidade de Manchester.
    Eles fizeram o que aqui foi sugerido:
    ligar o disco a outros computadores a ver se dava e nada.
    Agora…
    O que eu nao sei sao os pormenores.
    Sera que usaram o programa a que tu, Magic, te referiste e seguiram esses passos?
    Duvido muito.
    Mas na altura eu nao estava monido de argumentos ou conhecimentos para questionar.
    Magic, o que eu nao entendo sobre esse programa, e que, ao ler o que a pagina do produto afirma, parece-me dizer menos do que tu.
    Ou seja, que tu afirmas que o programa e capaz de fazer mais do que aquilo que os proprios afirmam.
    Sendo mais claro.
    Pelo que percebi dos tipos da universidade, e usando as palavras do Russo e do Electro, a controladora e que estaria marada.
    Ora, sendo assim, o programa que indicas faz alguma coisa?

    Claro que so poderia utilizar as informacoes acima, se eles aceitassem fazer o que vos escrevestes.
    Eu nao o posso fazer, pois nao tenho meios para isso:
    varios pcs, discos, cabos de ligacao.
    Alem de nem saber localizar o disco, quanto mais tira-lo.
    Por isso, nem me atrevo a tocar nas coisas.

    Aquilo que eu vislumbro e o facto de agora ter escolha.
    Antes dos vossos valiosos contributos, eu estava dependente da tal empresa especializada careira com condicoes “a la NASA”😉.
    Agora nao.
    Sendo assim, talvez resolva o problema quando voltar a Portugal.

    Obrigado por tudo!

    Quanto as amaveis palavras que me foram dirigidas…🙂
    Claro que fiquei contente.
    Mas nao sei se devo escrever mais artigos no blogue e vou explicar porque.
    Eu ja tinha deixado de escrever no TAGUS, ainda antes de saber que deixaria a SL, por causa dum incidente com uma das pessoas que tambem escreve no TAGUS – nao foi qualquer de vos.
    Entretanto, como tive de resolver umas situacoes complicadas na universidade, e com a saida da SL, esse afastamento passou a ser permanente.
    As palavras simpaticas, que me escrevestes, sao, certamente, um estimulo para que volte a escrever artigos.
    No entanto, nao sei ate que ponto fara sentido faze-lo, pois nao sendo participante nas vossas iniciativas, quer na SL quer na RL, deixei de fazer parte das vossas experiencias partilhadas.
    Neste momento, quer queira quer nao, o unico contacto que tenho com o “mundo do TAGUS” e o blogue.
    Por isso, ate poderei comentar artigos vossos, mas um meu ficaria fora de contexto.
    Alias, foi por esta razao, agradeci o texto da Elora, pois quebrou a cascata de artigos sobre as vossas actividades, alem dos episodios do Othelo.

    Tambem tenho de ouvir a voz da minha consciencia, que pelos vistos agora fala atraves da Blue, e dar atencao a Tese de Mestrado.

    Sem querer ser gabarola, a minha Tese, se tudo correr bem, podera invulgar, se conseguir utilizar uma Metodologia que raramente foi utilizada no mundo academico, e na minha area, provavelmente, nunca foi – se foi ainda nao dei por isso.
    Fico por aqui, para nao pensardes que estou numa elegia narcisica.
    Alem da dificuldade da Metodologia, havera a analise dos dados e a escrita de 15000 a 16000 palavras.
    Ora, eu estou a lidar com uma lingua estrangeira!
    Analisar o que dito noutra lingua – a Metodologia implica a audicao dum grupo de pessoas em conversa -, especialmente se existirem sotaques, e escrever noutra lingua, demora mais do que faze-lo na nossa!
    Portantoxe…
    Muito trabalho pela frente!

    Obrigado pelo vosso carinho!
    Beijos as meninas; abracos aos meninos!

    Portugal

    PS Acreditai que o meu objectivo nao era gabar-me!

  21. Então mas afinal « Crónicas de Escárnio e Maldizer no SL Says:

    […] quem era o rapaz, para além do que já está referido nos comentos abaixo. Foi o rapaz que no Tagus se queixou que o computador se tinha avariado, por falha de disco e a quem eu respondi (cal… dando as dicas que sabia sobre recuperação de discos. Portanto aqui a “magnífica” […]


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: