Melampus

Aquela mulher é um desatino… Nasceu  de certeza aos gritos e a dar ordens!  Eu sabia os riscos que corria e não eram poucos…muito menos ser apanhado em Leiria, que não era, nem de longe nem de perto um  terreno favorável… Ainda tinha a boca a saber a papel de música, a cabeça aos saltos da noite anterior com a Mermaid e sabia que o meu comportamento obssessivo  se estava a tornar perigoso… As pessoas que são apanhadas por sapatos, roupa ou automóveis vermelhos, têm uma falsa sensação de que possuem energia suficiente para ficar acordadas a noite inteira, para escrever até ao amanhecer ou para ficar sem comer… Ora o Jorge já me tinha avisado…a dependência é uma besta que dá cabo do desejo…  Mas tinha finalmente o caderninho da Philbin no meu bolso e iria conhecer em detalhe, os nomes  e moradas na SL de todos os fãns daquela messalina devassa!  E tinha tempo para recuperar os orgones perdidos…o dia estava frescote, a praia quase deserta e fazia um sol de Inverno radioso…

As minhas relações com as gentes da Nazaré datavam da minha adolescência, graças a uns negociantes de cortiça, “montanheros” de S. Brás, amigos da família, que todos os anos alugavam uma casa “à época”….como na altura se dizia. Voltar a acordar em 2008 na mesma praia, depois de uma noitada louca, não tinha sido a primeira vez….e a Nazaré, ao contrário do que sucede noutros sítios que não me dizem nada, tinha uma história… esta praia tinha para mim um fascínio quase mágico. Sentava-me muitas vezes na areia ao fim da tarde para me deixar embriagar pelo pôr-do-sol, a observar os barcos que regressavam, o prateado das redes reflectidos nas águas, de mais um dia de trabalho arrancado ao mar…

Melampus, corria, solto, sorria…Acabava de trazer na boca uma estrela. Entrava na brincadeira do vai e vem das ondas e depois cansado, deitava-se ao pé da primeira pessoa que encontrava e lhe desse um pouco de atenção. – O meu cão está a incomodar-te? – Não! Porquê? – respondi como a Elora ainda hoje faz, sem me virar e deparar com uma louraça bonita, peituda, que vestia um bikini vermelho. Aos vinte anos todas as mulheres são lindíssimas como na SL e eu andava desesperado à procura de uma. E foi assim que conheci a Teresa.

Combinámos um encontro para a noite, e enquanto Melampus corria, solto e sorria…os nossos lábios uniam-se e eu pasmado que algum dia se pudessem separar, de que não se soldassem para sempre…promessas parvas que todos os amantes ridículos trocam, quando estão apaixonados e tornam os dias horrorosamente longos e difíceis de suportar sempre que estão longe um do outro. Teresa, este nome tão camiliano que lhe cai a matar. O meu também não estava mal, pelo menos era mais bonito que Simão, que caíra em desuso nos pós 25 de Abril, até aparecer o Sabrosa, que os lagartos tinham deixado fugiu para mais tarde regressar ao “Glorioso” e voltar a desaparecer de novo. Mas não é de futebol que se tratava aqui, mas de uma verdadeira paixão que quase arruinou a minha vida.

Agora vamos ao que interessa aos leitores…o caderninho da Philbin!

Não queria acreditar no que me estava a acontecer… Páginas e páginas com nomes e detalhes de “lingerie”, lojas e preços, medidas, sites de internet, toda uma panóplia de informações que deixam qualquer homem corado…e nada de nomes!! Tinha sido bem enganado e começei a recear pela minha vida. Ainda por cima a Philbin sabia que eu estava na Nazaré! Que fazer? Em situações complicadas recordo-me sempre desta pergunta histórica e decidi…Vou apanhar o ascensor que faz a ligação ao Sítio, como um prato de percebes, bebo uma bejeca e piro-me depois para Lisboa! Dificilmente a Philbin me vai apanhar lá em cima!

(enquanto houver estrada para andar…a gente promete continuar)

3 Responses to “Melampus”

  1. playingmargarita Says:

    A viagem há-de seguir no Tagus Crónicas. Mas primeiro, uma paragem para ver as vistas. No Miradouro do Sítio.

  2. Caderninho « As Nossas Crónicas Says:

    […] Continua, por Fokas, em Melampus. […]

  3. Fokas Says:

    Olha que bem pensado…estas bolinhas!


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: